Rumo ao XIV Capitulo Provincial

CAPÍTULOS GERAIS, ACONTECIMENTO DE IGREJA.

 

Escreve: Cardeal Eduardo F. Pirônio Prefeito da Sagrada Congregação para os Religiosos e Institutos Seculares.

Este texto foi publicado em Osservatore Romano, edição portuguesa, em 05 de setembro de 1976, páginas 6-7.

Eram assíduos ao ensino dos Apóstolos, à união fraterna, à fração do pão às orações, At 2, 42.

Pus-me a pensar, perante o Senhor, que significa hoje na Igreja a celebração de um Capítulo. E a primeira coisa que me ocorreu, foi que um Capítulo interessa, antes de tudo, à Igreja e ao mundo. Quer dizer: não se trata de um simples ato de rotina, mais ou menos importante segundo os casos, mas sempre dentro da vida particular de uma Congregação ou de um Instituto.

A celebração de um Capítulo interessa antes de tudo à Igreja inteira (é um acontecimento eclesial, ainda que a Congregação seja pequena e não esteja difundida em todo o mundo). Por conseguinte, interessa a todos os homens (é um acontecimento salvífico, ainda que a maior parte da gente na realidade não saiba o que é um Capítulo).

Por isso me decidi a escrever este artigo. Porque me custa pensar que um Capítulo preocupe só os capitulares (quando muito, os membros de um Instituto). E custa-me verificar que a maior parte dos Capítulos se celebram sem que ninguém – na Igreja e no mundo – chegue sequer a saber deles. Quando cada Capítulo deveria ser uma nova e mais profunda manifestação de Deus aos homens na sua Igreja. Quer dizer, um “verdadeiro acontecimento”, uma página de esperança.

 

imageseucaristia papa Francisco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *